Follow by Email

quinta-feira, 11 de abril de 2013

“Acelera” Anúbis!


O blog do Anúbis fez mais sucesso do que eu esperava. Em dois meses ele teve mais acessos do que o meu em um ano e meio. Graças à grande quantidade de compartilhamentos pelo Face e à minha amiga Carolina Rubinato que divulgou um release sobre o blog em alguns veículos de comunicação, com o intuito de ajudar quem passa pela mesma situação. Só em uma comunidade sobre saúde animal foram 140 compartilhamentos.

Um grupo que vem acompanhando de perto e torcendo muito por ele é o Turismo 4 Patas. Um pessoal divertido que faz esportes de aventura levando seus cães junto. Eu mesma já fiz rafting com a Raposinha junto com eles. Anúbis, inclusive, ficou doente dois dias antes de fazer uma trilha pela Mata Atlântica com o grupo.

Anúbis e a madrinha Aglaé
E foi justamente a Aglaé, uma simpatizante do 4 Patas, quem fez toda a diferença na história do Anúbis. Ao ler as a aventuras dele no blog, ela me procurou oferecendo um vet car que havia sido de uma rotweiller de uma amiga dela e que já falecera.

Vet car é o melhor carrinho para cães que existe. Sua ergonomia permite que, além de andar apoiado, ele
faça alguns exercícios de fisioterapia. Não acreditei quando li a mensagem. Tive de ler pelo menos duas ou três vezes para crer que era verdade. Anúbis de vet car! Para ser perfeito tinha de servir e a Aglaé morar em uma distância razoável. Apesar de que eu pegaria esse carrinho nem se fosse do outro lado do País. Fizemos contato e não podia ser mais perfeito. Era só pegar a
estrada e em 20 minutos eu estava na casa dela em Alphaville , em Barueri, município próximo a Cotia, onde moro.

Banhinho tomado, fraldinha limpa, escova nos pelos e lá fomos nós até Alphaville.  Eu fiz questão de levá-lo para que Aglaé o conhecesse e visse que todas as histórias do blog correspondiam à realidade. Foi empatia a primeira vista. Lembrando que Anúbis é um pouco resistente no primeiro contato. Que nada. Permitiu até ganhar um beijinho na testa (confesso que nesse momento perdi o fôlego com medo de ele mordê-la no rosto).

Sob medida

E veio o carrinho. Absolutamente perfeito. Parecia feito para ele. O colocamos com todo cuidado acreditando que ele precisaria de um tempo para se adaptar. Que nada! Mal fechei a última correia ele saiu em disparada com o carrinho pela rua. Assim como aqui na Granja Viana (Cotia), em Alphaville as casas são praticamente todas dentro de condomínios e não costumam ter muros nem portões. Anúbis desceu a rua como se fosse morador de Alphaville  há anos. Entrou no jardim alheio sem cerimônia. Ele estava eufórico e parecia sorrir. Foi difícil conter as lágrimas de ver tanta vivacidade nele.  Com o carrinho, Anúbis começava a redescobrir o mundo, de um jeito diferente.

Para dar melhor sustentação à estrutura do carrinho – feita em alumínio especial muito leve e resistente – as rodas são grandes e ficam afastadas do corpo do cão. Com isso, Anúbis não tem muita noção da sua nova largura. “Enroscar” em plantas, pés de mesa e na porta se tornou comum.



Anúbis ficou empolgado com a novidade. Andou e correu tanto que dormiu a tarde toda. Nos dias subsequentes se arrastava até o carrinho e ficava sentado me olhado como quem diz: você não vai me levar para passear? Como as ruas da Granja são antigas estradas vicinais urbanizadas, calçadas aqui não são encontradas com muita facilidade e muitas das que existem são bem estreitas.

Diante disso seria, pelo menos nos primeiros tempos,   recomendável andar somente dentro do condomínio. Quando as crianças deixam, pois chegar a qualquer lugar com um cão de cadeira de rodas é chamar a atenção para muitas perguntas e conversas.

O carrinho só pode ser usado uma pequena parte do dia (uma veterinária recomendou, no máximo, três horas por dia para o Anúbis) Isso porque o cão – principalmente quando de porte maior – não consegue deitar usando o carrinho.  “Acelera” Anúbis! Vai que o mundo é seu!

2 comentários:

  1. Fiquei emocionada com a novidade! Espero que o Anúbis tenha uma ótima qualidade de vida daqui pra frente e possa acelerar cada dia mais!
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
  2. Maravilha ver como ficou feliz.
    Tenho um paraplégico que resgastei
    Mas a cadeirinha que comprei no sul pelo correio está sem usar..muito complicada.Você pode me passar o watsapp da vetcar?

    ResponderExcluir